terça-feira, 18 de agosto de 2015

DOCINHOS TRADICIONAIS PARA FESTAS

Seguindo a nossa série de docinhos tradicionais, vamos a um dos mais amados pelas meninas, talvez pela cor ou pelo sabor, BICHO DE PÉ, que aqui iremos chamar de BRIGADEIRO ROSA, já explico o porque...
Você já comeu bicho-de-pé? A resposta afirmativa só vale se o docinho tiver sido degustado na rede de docerias Amor aos Pedaços. Bicho-de-pé é uma marca registrada. Bia Forte, proprietária da Brigadeiro Doceria & Café, em Pinheiros, descobriu isso há dois anos, quando recebeu uma notificação de que era preciso retirar o nome do cardápio. “Achei que bicho-de-pé fosse um nome de domínio público, como brigadeiro ou tapioca”, afirma. Teve que trocar o nome para ”brigadeiro rosa”. “As vendas não se alteraram e a clientela continua chamando o doce pelo nome antigo””. O nome é patenteado desde 1989 e foi criado por Ivani Calarezi, sócio-fundadora da Amor aos Pedaços, que preparou o quitute para o aniversário de 1 ano do filho.
Então, o que vou ensinar aqui é uma variação do brigadeiro normal, que não é patenteado o nome... rsrsrs... um BRIGADEIRO ROSA.



BRIGADEIRO ROSA

Nem de coco nem de chocolate:  é um delicioso brigadeiro rosa, feito com gelatina.

Ingredientes
· 3 folhas de gelatina vermelha sem sabor
· 2 colheres (sopa) de água quente
· 1 lata de leite condensado
· Açúcar para enrolar
· Folhas verdes para decorar

Modo de preparo
Hidrate as folhas de gelatina na água quente e misture com o leite condensado. Leve ao fogo baixo, mexendo sem parar, até que engrosse. Ao se soltar do fundo da panela, ponha o doce em um prato umedecido. Deixe esfriar, enrole como brigadeiro, passe no açúcar e enfeite com a folhinha verde.

Preparo: Médio (de 30 a 45 minutos)
Rendimento: 60
Dificuldade: Fácil
Categoria: Docinhos de festa
Calorias: 80
Peso unitário: 30 a 40 gramas unitario